Emily Blunt Brasil | 05.09.2016 | A Garota no Trem,Entrevistas

A Garota no Trem é um filme sobre as mulheres, e não apenas o seu personagem-título, divorciada alcoólatra de Emily Blunt (Rachel Watson).
A história também investiga as mentes e os problemas de Megan Hipwell (Haley Bennett), a misteriosa estranho Rachel que observa de sua janela de trem cada dia, e Anna Watson (Rebecca Ferguson), a nova esposa do ex-marido de Rachel.

Mulheres governam nos bastidores, também – com roteiro de Erin Cressida Wilson e cinematografia de Charlotte Bruus Christensen, entre outros, sobre a tripulação. “Foi realmente um ambiente realmente fabuloso sobre este filme, realmente agradável de ser em torno de que a energia muito feminina”, Blunt diz EW. “E [diretor] Tate [Taylor] realmente ama as mulheres – Acho que ele prefere trabalhar com as mulheres, por isso foi legal.” (Filme mais conhecido de Taylor a este ponto é 2011 de The Help, que contou com um elenco de estrelas de atrizes .)

Muitas das cenas mais intensas do filme foram filmadas em um portátil ou steadicam, que Christensen iria realizar apenas polegadas do rosto de Blunt. “Foi o filme mais visuais que eu já fiz”, diz Blunt. “Parecia que ela e eu fiz uma dança todo o filme.” Blunt diz que se sentiu completamente suportado por Christensen, e que Christensen podia sentir onde Blunt estava indo emocionalmente em qualquer cena em particular. “Eu a veria ajustando e movendo-se em em certos momentos, como quando Scott [Luke Evans, que interpreta o marido de Megan] diz: ‘Você nem sabe Megan, não é?'”, Diz Blunt. “Eu podia sentir o seu curso em [com a câmera], e você só sabe como isso vai ficar na tela.”

Não era apenas a menina no trem que lembrou Blunt quanto ela gosta de trabalhar com as mulheres. Durante a filmagem The Huntsman: Guerra do inverno com Charlize Theron e Jessica Chastain, as três mulheres acabou comparando as suas experiências e chegando à mesma conclusão.

“Eu amo trabalhar com as mulheres”, diz ela. “Nós estávamos todos falando um dia, e Charlize era como, ‘Sabe o que é engraçado é que eu acho que às vezes, se é a mídia ou apenas a sociedade, [as pessoas] gosta de pintar a imagem que as mulheres tipo de cadela sobre o outro, e mulheres são competitivos e ciumento e disputando e vigilante do outro ‘ “, lembra Blunt. “E ela disse: ‘E você sabe, as únicas questões que eu já tive no set estive com um cara.” E eu concordo. A única vez que eu sinto que eu revirei os olhos para alguém que eu tenho trabalhado com, tem sido um cara “.

“Tem sido minha experiência mais intensa desde que eu comecei, juntamente com toda a mulher que eu tenho trabalhado”, ela continua. “Eu não senti qualquer preciosidade ou hierarquia ou qualquer coisa assim. Eu apenas nunca tive um problema! E Charlize [também] foi como, ‘Eu nunca tive um problema.’ ”

Layout por Meesvely · Hospedado por Flaunt Network · Alguns direitos reservados Emily Blunt Brasil ·